Pages

Treze vídeos para compreender a força do SUS

Em entrevistas com pessoas que lutaram pelo Sistema Único e ainda hoje buscam enriquecê-lo, relatos de sua história e pistas para superar seus entraves. Conferência Livre Democrática e Popular da Saúde abre caminho para transformá-lo



De OUTRASAÚDE, 6 de Abril 2022


Entre os meses de junho e agosto de 2021, o Sistema Único de Saúde foi tema central do projeto Resgate, organizado por Outras Palavras com apoio da Fundação Rosa Luxemburgo. Foram ouvidos participantes do movimento pela Reforma Sanitária, cientistas políticos, economistas e outros pesquisadores para construir um panorama das potências e fragilidades do SUS. Refletiram sobre sua história, como ampliá-lo e torná-lo 100% público, o papel da Saúde da Família, da medicina de dados, da luta contra as patentes e como interromper seu desmonte. São 24 debatedores em 18 horas de rico material, essencial para engrandecer as conversas que se iniciam amanhã, 7 de abril, quando a Frente Pela Vida dá a partida para começar a construir a Conferência Livre Democrática e Popular de Saúde.

Sônia Fleury resgata a história e potência do SUS


Nos anos de chumbo, um grupo de ativistas e pensadores criou as bases do maior sistema de saúde pública do mundo. Como esta construção se deu; por que foi interrompida pela mercantilização; quais os caminhos para retomá-la.

O SUS foi reconhecido. E agora?


Esforço de Outras Palavras para debater a reconstrução do Brasil em novas bases abre novo capítulo: Saúde Pública. Na estreia, dois cientistas políticos refletem sobre a revalorização do SUS e o que ela significa para um novo projeto de país.


O SUS e a saúde como Comum global

Pandemia revelou o apoio social à Saúde Pública. Surgiram condições políticas para ampliá-la – mas o Orçamento está bloqueado por trancas como o Teto dos Gastos. Como elas funcionam. Quais seus efeitos concretos. Que estratégia permitirá rompê-las.

Em busca dos recursos para um SUS ampliado


Pandemia revelou o apoio social à Saúde Pública. Surgiram condições políticas para ampliá-la – mas o Orçamento está bloqueado por trancas como o Teto dos Gastos. Como elas funcionam. Quais seus efeitos concretos. Que estratégia permitirá rompê-las.


A sociedade e o futuro do SUS



A Saúde Pública nunca foi tão valorizada pela sociedade. No entanto, seu desmonte se aprofunda – por falta de verbas, privatização de atendimento, militarização do ministério, incompetência e sabotagem. Como dar a volta por cima?

SUS: os caminhos da democracia e decentralização


Estrutura federativa do sistema – desconhecida da maior parte dos brasileiros – permitiu mantê-lo vivo, apesar de Bolsonaro e da militarização do ministério da Saúde. Mas como ela funciona? E de que forma abri-la à participação real da sociedade?

Os caminhos para ampliar o SUS


Saúde Pública tem apoio popular inédito. Mas seus déficits persistem. Como enfrentá-los, para garantir direitos da maioria e conquistar a classe média? Numa primeira abordagem, a intricada questão dos profissionais: carreira, salários, vínculos profissionais, Mais Médicos

Num SUS ampliado, o papel da Saúde da Família


História, êxito e impasses de um programa público transformador. Governo Bolsonaro tenta atingi-lo; e medicina privada quer capturá-lo. Há outra proposta: espalhá-lo por todo o território nacional, como uma das bases para transformar o SUS.


Como chegar a um SUS 100% público?


Hospitais particulares. Planos de Saúde. OSs. Santas Casas. Eficiência do SUS é comprometida por instituições da medicina privada, que capturam os recursos públicos, priorizam o lucro e desorganizam o sistema. Que estratégia permitirá afastá-las?
Um caminho para enquadrar os planos de saúde

Eles drenam bilhões da Saúde Pública, todos os anos, em subsídios e isenções. Lucram muito e prestam serviços duvidosos. Agora, querem avançar sobre a rede do SUS. Como a sociedade brasileira pode regulá-los, num novo cenário político?

Um caminho para enquadrar os planos de saúde


O SUS diante da medicina de dados



Novas tecnologias estão prestes a transformar atendimento à Saúde. Seu sentido está em disputa. Podem ampliar o bem-estar das maiorias e permitir tratamentos hoje impossíveis – ou aprofundar como nunca a desigualdade sanitária. Como o SUS pode encará-las?


A retomada da luta contra as patentes


Como reconstruir a indústria farmacêutica brasileira – forte até os anos 1990, mas devastada por leis de “propriedade intelectual”. Por que nossa dependência tecnológica impede o SUS de oferecer medicamentos avançados à população. Que estratégias permitirão recuperar o terreno perdido.


Os novos desafios da Reforma Sanitária


Diálogo com três participantes destacados de um movimento que marcou o ascenso popular dos anos 1970 – e levou à criação do SUS. Que êxitos perduram até hoje? Que impasses precisam ser superados? Como pensar a Saúde Pública brasileira no século 21?

Nenhum comentário:

Postar um comentário