Pages

Elifas Andreato, capista icônico de discos e livros, falece aos 76 anos

Artista era considerado um dos maiores ilustradores e designers gráficos do Brasil e foi responsável por capas de discos que marcaram a luta contra a ditadura militar

Do Brasil, 29 de março de 2022


Elifas Andreato (Foto: Reprodução/Youtube)

247 - O design gráfico e ilustrador Elifas Andreato, responsável por capas icônicas de discos nas décadas de 1970 e 1980 que marcaram a resistência da cultura ao autoritarismo e à repressão feitas pela ditadura militar no Brasil, faleceu nesta terça (29), aos 76 anos. A notícia foi divulgada nas redes sociais pelo ator Elias Andreato, irmão do artista, e a causa da morte não foi revelada.

Ao longo de mais de 50 anos de vida artística, Elifas ilustrou mais de 300 capas de discos de artistas como Chico Buarque, Elis Regina, Adoniran Barbosa, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Toquinho e Vinicius de Moraes. Ele também produziu capas de livros, com destaque para “A Legião Estrangeira”, de autoria de Clarice Lispector.

Confira a postagem de Elias Andreato.
.

Confira a postagem  de José Trajano. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nenhum comentário:

Postar um comentário