Pages

Margarida Salomão e Benedita da Silva exigem respeito à Dilma

Do VIOMUNDO, 31 de Dezembro 2021
Por Conceição Lemes




Desde quarta-feira, 29-12, estas declarações do vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá, sobre a ex-presidenta Dilma Rousseff provocam engulhos:

— “A Dilma é ex-presidente e tem o papel dela. Mas, do ponto de vista eleitoral, não”.

— “Existe um pedaço pequeno do PT que ainda fica nesse negócio de golpe.

—- A “direita resolveu rasgar a democracia” no impeachment, mas “o governo Dilma se atrapalhou na negociação com o Congresso e abriu a brecha para que se formasse maioria contra ela”.

Se a autoria delas não tivesse sido identificada, poderia se achar que são da oposição.

Talvez até de alguém que se pareça com um bolsonarista enrustido, misógino e machista, dando combustível para os inimigos ressuscitarem bordões canalhas de 2016.

Crescem, porém, as manifestações de apoio e solidariedade a Dilma, como a da prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão (PT-MG).

Para os desatentos, desmemoriados ou com amnésia seletiva, @JFMargarida lembra em seu perfil de rede social:

“@dilmabr é um emblema de valentia, de correção ética, de trabalho incansável pelas causas do povo”.

“Dilma é um patrimônio do @ptbrasil e da esquerda latino-americana. Que sua voz e sua história sejam para sempre respeitadas”.



Em seu perfil de rede social, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) postou um texto no qual destaca

“De forma heroica, Dilma representa a força da mulher brasileira. Da mulher sem medo, que resistiu as torturas da ditadura militar. Da mulher competente, que formulou e executou do PAC e os programas criados por Lula, que fez crescer a economia e gerar milhões de empregos”.

Abaixo, a íntegra do texto.

Por Benedita da Silva, em seu perfil de rede social

Às vésperas de 2022, que tem tudo para ser o ano da libertação do povo brasileiro, quero prestar minha homenagem à presidenta Dilma Rousseff, vítima do terrível golpe que serviu de ponte para o fascismo bolsonarista destruir as conquistas do povo brasileiro construídas durante os governos do PT – Partido dos Trabalhadores.

De forma heroica, Dilma representa a força da mulher brasileira. Da mulher sem medo, que resistiu as torturas da ditadura militar. Da mulher competente, que formulou e executou do PAC e os programas criados por Lula, que fez crescer a economia e gerar milhões de empregos.

Esses foram os motivos do golpe do impeachment, que na falta de motivos reais, fez uso contra a presidenta Dilma do machismo mais abjeto.

A presidenta Dilma enfrentou com dignidade e clareza política o processo do impeachment, denunciando de forma clarividente todas as consequências destruidoras desse golpe para o povo e a Nação brasileira.

Nas eleições de 2018, com o PT na defensiva, Lula injustamente preso e a ultradireita avançando no país, a companheira Dilma Rousseff, mesmo com todo esse cenário desfavorável, foi candidata ao Senado Federal, onde obteve a expressiva votação de 2,7 milhões de votos.

No fundo, a injustiça feita contra a presidenta Dilma é da mesma natureza golpista da injustiça contra o presidente Lula. As forças da direita e ultradireita, unidas, inventaram um pretexto qualquer, pedaladas fiscais, no caso da presidenta Dilma, e o apartamento que nunca foi seu, no caso do presidente Lula, para justificarem respectivamente o golpe de Estado de 2016 e o golpe eleitoral de 2018, que permitiu a eleição do genocida Bolsonaro.

Um povo nunca deve se esquecer dos golpes contra a democracia que sofreu no passado. A construção do futuro depende não apenas da leitura realista da conjuntura, mas também da compreensão dos porquês os golpes foram vitoriosos no passado.

A trajetória de luta da presidenta Dilma merece toda a admiração das forças democráticas e de esquerda, do movimento feminista e em especial, o orgulho do Partido dos Trabalhadores, por ela ter sido a primeira mulher presidenta do Brasil, e uma mulher de esquerda e do PT!

#DilmaCoraçãoValente #dilmarousseff

Leia também:

Valter Pomar rechaça ataques do vive-presidente do PT a Dilma

Mulheres do PT: Dilma foi atacada como nenhum político homem brasileiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário