Pages

ButanVac: Conep aprova testes de vacina totalmente brasileira contra covid

Comissão Nacional de Ética em Pesquisas aprova teses com vacina brasileira, que prepara respostas inclusive contra novas variantes do coronavírus


Da Redação RBA, 01 e Julho  2021 



A Butanvac será a primeira vacina contra a covid-19 desenvolvida e fabricada no Brasil

São Paulo – O início dos testes da primeira vacina contra a covid-19 totalmente brasileira, a ButanVac, foi aprovado hoje (1º) pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), do Conselho Nacional de Saúde (CNS). A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Butantan e os estudos serão realizados no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já havia autorizado o início dos testes da vacina em voluntários, com foco na proteção das pessoas que irão utilizar a vacina após a sua aprovação.

Já a aprovação da Conep visa à segurança médica e os direitos dos voluntários da pesquisa. O projeto foi recebido pela Conep no dia 22 de junho. Desde então, cerca de 50 integrantes da comissão avaliavam os detalhes da pesquisa para a aprovação da ButanVac. Dois dias depois, emitiram um parecer com pendências que foram respondidas ontem (30).

Cinco etapa de testes

“São cinco etapas pelas quais todo projeto passa: tem a checagem documental, para ver se a documentação está toda correta; depois uma nota técnica é elaborada pela nossa assessoria; vai para a relatoria, que faz um parecer: segue para a câmara técnica: e, por fim, tem uma revisão final do parecer. Nas duas tramitações todas as etapas foram cumpridas perfeitamente”, disse o coordenador da Conep, Jorge Venâncio.

A pesquisa será realizada com 418 voluntários, todos com mais de 18 anos. O estudo será coordenado pelo hematologista e diretor do Hemocentro, Rodrigo de Saloma Rodrigues, e deverá durar aproximadamente 17 semanas para ser concluído.

A ButanVac será totalmente produzida com matéria-prima nacional. Os insumos básicos são ovos de galinha, frascos e embalagens, os mesmos usados para fazer a vacina da gripe. Estima-se que cada ovo tenha material suficiente para produzir duas doses de vacina.

Em cada ovo é injetada uma pequena quantidade do vírus da doença de Newcastle, mal aviário geneticamente modificado, inofensivo em humanos, para receber a estrutura do coronavírus e estimular a produção de anticorpos contra a covid-19 no organismo humano.
Vacinas mais eficazes

A técnica permite a produção de vacinas ainda mais eficazes contra novas variantes. Isso porque se pode escolher de qual cepa será retirada a proteína do vírus. Além disso, o trabalho com os ovos permite a independência dos insumos importados da Índia e da China. Assim, cai o custo e acelera-se a produção do imunizante.

Vinculada ao Conselho Nacional de Saúde (CNS), a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa é constituída por representantes de diferentes áreas do conhecimento. Em cumprimento à sua missão, elabora e atualiza as diretrizes e normas para a proteção dos participantes de pesquisa e coordena o Sistema CEP/Conep. O sé formado pela comissão e pelos Comitês de Ética em Pesquisa, instâncias regionais dispostas em todo território brasileiro.

O Sistema também envolve pesquisadores, assistentes de pesquisa, professores e universitários em iniciação científica, instituições de ensino, centros de pesquisa, fomentadores de pesquisa e os participantes de pesquisa.

A Conep tem autonomia para a análise ética de protocolos de pesquisa de alta complexidade e de áreas temáticas especiais, como genética humana, reprodução humana, populações indígenas e pesquisas de cooperação internacional. E também em projetos de pesquisa propostos pelo Ministério da Saúde.

Já os CEP são responsáveis pelos protocolos de pesquisa de baixa e média complexidade e são a porta de entrada para todos os projetos de pesquisa envolvendo seres humanos. Dessa forma, as análises que competem à Conep passam primeiramente no CEP e seguem automaticamente para análise na Conep.


Nenhum comentário:

Postar um comentário