Pages

Medidas simples garantem segurança para participar do #19J pelo Fora Bolsonaro

Multidão promete tomar novamente ruas de todo o Brasil neste sábado, com máscara, álcool gel e distanciamento social, a exemplo do que ocorreu no 29M


Do Rebelión, 18 de Junho 2021


Lula marques

Distanciamento, máscara, álcool gel, ar livre são as principais recomendações para participar dos protestos do 19J pelo Fora Bolsonaro

São Paulo – Enquanto o Brasil caminha a passos largos para o abismo social provocado pelo governo Bolsonaro e agravado pela pandemia do novo coronavírus, ficar em casa está cada vez mais difícil. As frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e as centrais sindicais estão na organização do #19J, que promete ser ainda maior que as mobilizações de 29 de maio, quando mais de 420 mil pessoas em cerca de 200 municípios brasileiros foram às ruas do país em atos pelo Fora Bolsonaro. Já são mais de 400 as cidades com manifestações confirmadas para este sábado (19).

Em tempos de pandemia, as aglomerações causam medo e uma pergunta não quer calar: é possível participar dos atos com segurança? No que depender dos organizadores, sim. A exemplo do 29M, os atos do 19J contarão com brigadas de saúde, com voluntários orientando os manifestantes sobre medidas de distanciamento e higiene.

A regra fundamental, explica a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMPP), é comparecer apenas a manifestações realizadas em locais abertos, bem ventilados, sem aglomeração. E mesmo ao ar livre, manter o distanciamento de dois metros entre as pessoas, informam em reportagem do Brasil de Fato.

O físico Vitor Mori, pesquisador na Universidade de Vermont, integrante do Observatório Covid-19BR, destaca que qualquer atividade ao ar livre apresenta risco menor de transmissão da covid-19. Com uso de máscaras do tipo N95 ou PFF2, esse risco é ainda menor. “Não dá para dizer que é 100% seguro, que não tem risco nenhum. Qualquer atividade que envolva um grande número de pessoas, envolve certo risco. Mas pelo fato de estar em um local ao ar livre, bem ventilado, de máscara, a chance de transmissão é muito baixa.”

Segurança e solidariedade

Os profissionais da RNMMP também recomendam as máscaras PFF2/N95, bem ajustada no rosto, cobrindo nariz e boca, sem vazamentos. Mas para quem não tem acesso a esse modelo, a dica é utilizar uma máscara cirúrgica simples, coberta por uma máscara de pano. Eles recomendam, ainda, que os organizadores dos atos pelo Fora Bolsonaro distribuam materiais de proteção.

Na Avenida Paulista, onde o protesto está marcado para as 16h, no vão livre do Masp, as brigadas distribuirão máscara e álcool em gel. Também vão recolher doações para campanhas de solidariedade que levam comida aos mais necessitados. Assim, quem puder, vale colaborar com alimentos não perecíveis. Haverá também brigadas de segurança, com o objetivo de evitar, por exemplo, a eventual ação de provocadores interessados em causar algum tipo de tumulto nos atos pelo Fora Bolsonaro.

Para a infectologista e dirigente do Sindicato dos Médicos de São Paulo Juliana Salles, as manifestações de rua são necessárias, porque não há mais como suportar um governo que mata seu povo de fome e de covid-19. “As aglomerações devem ser evitadas, claro, a menos que extremamente necessárias, como no caso das manifestações contra as medidas de retirada de diretos e que afrontam nossa sobrevivência”, afirmou. Assim, para protestar, ela reforça as recomendações: “Mantenha o distanciamento, máscaras de boa qualidade e álcool gel 70%”.

Trajeto e interações

O pesquisador Vitor Mori reforça: “Se você estiver ao ar livre, usando uma máscara de boa qualidade, bem ajustada ao rosto, por exemplo, a PFF2, mesmo que em alguns casos o distanciamento não seja possível, ainda assim, os riscos continuam sendo baixos”. Mas alerta sobre o ponto que considera o mais importante. “Prestar atenção no deslocamento, no transporte coletivo, e aqueles momentos de interação, o pessoal se encontrando antes de ir ou depois de terminar, em interações sem máscara.”

Os profissionais da RNMMP concordam. “Todos os cuidados também são necessários na hora de pegar o transporte até o local da manifestação. A preferência deve ser meios de transporte ventilados, com uso de máscara no trajeto. Objetos pessoais, alimentos e bebidas não devem ser compartilhados. E não deve haver contato físico entre os presentes ao ato.”
Lutar com segurança: recomendações

Elaboração: Centro Acadêmico da Enfermagem da UFSCar para o #29M

Nenhum comentário:

Postar um comentário