Pages

O que torna possível a ação de um genocida, além de sua psicopatia, é a cumplicidade

PEC 186


Por Ariovaldo Ramos 
Da RBA, 13 de Março 2021


Ele precisa ter o controle das instituições que constituem o poder, principalmente, do Legislativo. Ou seja, ninguém chega a esse patamar sem cumplicidade


Pixabay

O que torna possível a atuação de um genocida, para além de sua psicopatia? A atuação de um genocida só será possível se ele obtiver o controle das instituições que constituem o poder. E principalmente, do Legislativo, partindo do princípio de que já controla o Executivo. Ou seja, ninguém chega a esse patamar sem cumplicidade.

Se a gente tiver alguma dúvida, sobre a possível cumplicidade, basta parar para analisar a PEC 186. O quanto ela não passa de uma vitória de Pirro – se é que pode ser considerada vitória. O quanto de prejuízo ela significa para a classe trabalhadora – e ainda deixará de fora cerca de 30 milhões de necessitados. O congelamento de salários vai na contramão da necessidade de movimentar a economia. Por meio de medidas paradoxais entre si, o governo dá livre curso à destruição econômica.

Uma hora diz que é contra o fechamento temporário das atividades não essenciais por causa da necessidade de movimentar a economia. Mas na outra hora diminui a massa de consumidores. O congelamento do salário de servidores federais, contido na PEC, vai até 2036. E o congelamento do salário de servidores estaduais e municipais é de forma permanente.

E, mais, como analisa o economista Marcio Pochmann, a PEC 186 excluiu o apoio aos estados e municípios, às micro, pequenas e médias empresas e a proteção de empresas e empregos atuais. Acaba assim aprofundando a polarização social diante da destruição da classe média assalariada e proprietária. “A base parlamentar do governo Bolsonaro aprovou a PEC 186, que impõe para 2021 apenas 14% dos recursos disponíveis ao pagamento do auxílio de emergência do ano de 2020. Ou seja, menos tempo de recebimento, menor valor de pagamento e contido contingente de beneficiados.”

Assim resume Pochmann, pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e da Economia do Trabalho da Unicamp.

Enquanto isso o presidente da Associação do Setor Funerário disse na CNN que o setor pode entrar em colapso se não houver fechamento temporário das atividades não essenciais.

Como dito, ninguém, nem mesmo um genocida convicto. chega a esse patamar sem cumplicidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário