Pages

‘Ação da Defensoria Pública contra Magazine Luiza é um capítulo da atual crise civilizatória’, diz Silvio Almeida

O advogado, filósofo e professor Silvio Almeida criticou as ações da Defensoria Pública da União contra o Magazine Luiza pela criação de um programa de trainees voltado para negros

Do Brasil 247, 6 de outubro de 2020


Magazine Luiza, DPU e Silvio Almeida
 (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Divulgação)


247 - O advogado, filósofo e professor Silvio Almeida criticou as ações da Defensoria Pública da União (DPU) contra o Magazine Luiza pela criação de um programa de trainees voltado para negros. O processo cobra R$ 10 milhões da rede de varejo por racismo e danos morais coletivos.

De acordo com a DPU, a inclusão social de negros é "desejável", mas não pode ocorrer "às custas do atropelo dos direitos sociais de outros trabalhadores".

Segundo o professor, porém, “a ação da DPU contra o programa de contratação de trainees da Magazine Luiza é mais um capítulo do esfacelamento social e político resultante de nossa atual crise civilizatória”.

Ele destaca, entretanto, que “a DPU não pode ser definida por este ato. Há trabalhos incríveis” do órgão.

A ação da DPU contra o programa de contratação de trainees da Magazine Luiza é mais um capítulo do esfacelamento social e político resultante de nossa atual crise civilizatória. Segue fio com algumas considerações 👇🏿— Silvio Almeida (@silviolual) October 6, 2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário