Pages

Líder indígena da etnia Sateré-Mawé morre de coronavírus no Amazonas

O indígena da aldeia São Benedito, na terra indígena Andirá/Maraú, em Maués, tinha 67 anos e estava hospitalizado desde o dia 13 de abril.

Do 247, 17 de abril de 2020

(Foto: Amazônia Real)

Revista Fórum - O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena, informou nesta sexta-feira (17) o falecimento do Tuxaua (liderança indígena) da aldeia São Benedito, que fica na terra indígena Andirá/Maraú, em Maués, no Amazonas.

O indígena da etnia Sateré-Mawé tinha 67 anos e estava hospitalizado desde o dia 13 de abril, depois de ter os primeiros sintomas detectados pela Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena do DSEI Parintins, que o removeu imediatamente para o hospital.

Investigação da equipe na aldeia identificou que ele recebeu a visita de um filho há poucos dias. O filho mora em Salvador-BA e chegou na aldeia apresentando tosse. Todos os contatos do líder indígena estão em isolamento domiciliar e sendo monitorados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário