Pages

Leituras, música e cinema em casa em abril

Por Redação de Carta Maior, 03/04/2020

O cinema tem sido um grande companheiro para lidar com os tempos difíceis de isolamento que estamos vivendo. É no que acredita a distribuidora independente de filmes Embaúba Filmes que faz a locação de cartazes já lançados nos cinemas. A partir de hoje ela se junta ao movimento de cinema em casa liberando gratuitamente os seus filmes com a autorização dos diretores/produtores também engajados nesta campanha.
Créditos da foto: (Getty Images)

Os objetivos: contribuir para que filmes relevantes do cinema brasileiro sejam cada vez mais assistidos e gerar recursos que contribuam para a sustentabilidade daqueles que trabalham com cinema por meio da comercialização das obras.

Durante esta primeira quinzena mês de abril todos poderão assistir aos filmes gratuitamente, pelo site embaubafilmes.com.br.

Para o acesso gratuito, basta acessar https://embaubafilmes.com.br/locacao/ e usar o código promocional ''embauba".

Os títulos disponíveis: Arábia, Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, Inferninho, A Misteriosa Morte de Pérola, Foro Íntimo, A Vizinhança do Tigre e Inaudito.

Já a Califórnia Filmes selecionou dez produções do seu catálogo que estão nas mais diferentes plataformas digitais. Elas farão o espectador se divertir e distrair-se por algumas horas com os filmes leves que apresenta, de diferentes nacionalidades. Alguns deles: “Acertando os Passos”, “Madame”, “Paris pode Esperar” e “Minha Querida Dama”. Alguns outros são filmes franceses exibidos em festivais: “Tal Mãe, Tal Filha”, “Sem Palavras” e “Doutor da Felicidade”. E filmes lançados diretamente nas plataformas digitais: “Uma Viagem para a Espanha” e “Uma Viagem para a Itália”.

* Acertando o Passo (Finding Your Feet)
Dir. Richard Loncraine, Comédia, 2017
Quando ‘Lady’ Sandra Abbott (Imelda Staunton) descobre que seu marido, com quem é casada há 40 anos, está tendo um caso com sua melhor amiga, ela busca refúgio com sua irmã Bif (Celia Imrie), com quem tem pouco contato..
Telecine Play, Apple TV (R$ 4,90 e R$ 9,90), Google Play (R$ 6,90 e R$ 29,90)

* Doutor da Felicidade (Dr. Knock)
Dir. Lorraine Lévy, Comédia, 2017
Sinopse: Doutor Knock (Omar Sy) é um ex-bandido que se tornou um médico e chega à pequena aldeia de Saint-Maurice para fazer sua fortuna usando um método particular. Ele faz com que os moradores acreditem que eles não são saudáveis e encontra em cada um deles um sintoma imaginário, ou não, para assim poder exercer sua profissão de forma lucrativa.
Telecine Play, Looke, Apple TV (R$ 9,90), Google Play (R$ 6,90 e R$ 29,90)

* Madame (Madame)
Dir. Amanda Sthers, comédia, 2017
Anne (Toni Collette) e Bob (Harvey Keitel) são um casal rico que decide se mudar para Paris. Chegando lá, se apresentam à sociedade em um grande jantar. A chegada de um convidado a mais faz com que a conta dos presentes seja igual a 13 - um número maldito pelo casal.
Telecine Play, Looke, Apple TV (R$ 9,90), Google Play (R$ 6,90 e R$ 29,90)

* Minha Querida Dama (My Old Lady)
Dir: Israel Horovitz, Comédia, 2014
O solitário Mathias Gold (Kevin Kline) herda dos pais milionários uma grande casa em Paris. Quando ele viaja à capital francesa para tomar posse do imóvel, descobre que o local é habitado por Mathilde (Maggie Smith), uma senhora de 90 anos de idade, sem pretensões de se mudar.
Apple TV (R$ 4,90 e R$ 9,90), Google Play (R$ 3,90 e R$ 12,90)

* Paris pode Esperar (Paris can Wait)
Dir. Eleanor Coppola, Comédia Romântica, 2017
Ao fazer uma viagem pela França, a esposa de um produtor de Hollywood (Diane Lane) precisa evitar os avanços do colega de seu marido.
Telecine Play

* Sem Palavras (Un Homme présse)
Dir. Hervé Mimran, comédia, 2018
Depois de um derrame grave, o executivo Alain, antes sobrecarregado pelo trabalho, encontra a jovem terapeuta Jeanne, que o ajuda a se recuperar e a reconhecer tudo o que perdeu na vida.
Telecine Play, Apple TV (R$ 7,90 e R$ 14,90)

* Tal Mae, Tal Filha (Telle mère, telle fille)
Dir. Noémie Saglio, Comédia, 2017
Inseparáveis, Avril (Camille Cottin) e sua mãe, Mado (Juliette Binoche), não podem ser mais diferentes uma da outra. Avril, 30 anos, é casada, tem um emprego fixo e é organizada, ao contrário de sua mãe, eterna adolescente irresponsável e petulante, que vive à custa de sua filha desde o seu divórcio.
Telecine Play, Amazon Prime, Globo Play

* Uma viagem para a Itália (The trip to Italy)
Dir. Michael Winterbottom, comédia, 2014
Depois de se envolverem em muitas trapalhadas em "The Trip", Steve Coogan e Rob Brydon são convidados para fazer uma divertida viagem gastronômica. Desta vez, seu destino é a Itália, onde os dois terão a oportunidade de avaliar e fazer críticas aos pratos de seis restaurantes diferentes.
Apple TV (R$ 4,90 e R$ 9,90), Google Play (R$ 3,90 e R$ 12,90)

* Uma Viagem para a Espanha (The trip to Spain)
Dir. Michael Winterbottom, comédia, 2017
Os atores britânicos Steve Coogan e Rob Brydon continuam sua viagem ao longo da Europa. Depois da Itália, o destino escolhido é a Espanha, eles pretendem conhecer a culinária local. Entre uma garfada e outra, os dois comediantes conversam sobre paternidade, masculinidade e o envelhecimento.
Apple TV (R$ 4,90 e R$ 9,90), Google Play (R$ 3,90 e R$ 12,90)

* A Pequena Morte (The Little dead)
Dir. Josh Lawson, comédia, 2016
O filme acompanha a calorosa das vidas secretas de cinco casais suburbanos que vivem em Sidney. O roteiro explora uma série de fetiches sexuais e as repercussões em compartilhá-los.
Telecine Play, Globo Play

***

Para quem está mais interessado em ler e em refletir sobre o tempo presente a partir de quando tudo, na nossa época, deverá mudar, a Editora Boitempo disponibiliza até o dia 1º de maio diversas obras para download gratuito. A editora convida à reflexão para buscarmos entender como chegamos até aqui e para que possamos nos preparar para os desafios políticos e sociais que nos aguardam após o período de confinamento.

Todos os e-books da Coleção Tinta Vermelha estão disponíveis gratuitamente:

* Occupy

* Cidades rebeldes

* Brasil em jogo

* Bala perdida

* Por que gritamos Golpe?

* O ódio como política

* Educação contra a barbárie

***

Outra bela iniciativa, esta musical, é a dos mucisistas em quarentena que gravaram clássicos para a série #fiqueemcasa promovida pelo projeto Concertos Cripta – 100 anos. Com Bach, Beatles, Villa Lobos, Vivaldi e outras peças gravadas pela pianista Clara Sverner, a soprano Marli Montoni e jovens revelações.

Estimulando o auto isolamento, mais de 20 artistas estão produzindo, de suas casas e com seus celulares, pequenos vídeos para os perfis dessa série alinhadas no projeto Concertos Cripta que interrompeu temporariamente suas atividades por conta da epidemia do Covid-19.

“Pensando em estimular as pessoas a ficarem em casa nesse momento, dando exemplo, alento e um entretenimento de alta qualidade ao público, tivemos a ideia de estimular os artistas que já tocaram na série e seus convidados a mostrarem em vídeos a música que estão fazendo em suas residência nesses dias”, afirma Camilo Cassoli, diretor do Concertos Cripta.

O primeiro foi com o Duo Ribeiro, que une o pai Alexandre Ribeiro e seu filho Gabriel Ribeiro, de nove anos. Eles tocaram Blackbird (John Lennon / Paul McCartney) na teorba (um instrumento do século XVI) e violão

A consagrada pianista Clara Sverner enviou um vídeo direto de seu sítio no interior do Rio de Janeiro. Lá está o primeiro piano que teve na vida (ganhou aos cinco anos, em 1942. No instrumento, Sverner tocou “Atraente”, de Chiquinha Gonzaga.

Na sequência, foram publicados os vídeos da soprano Marli Montone e do violonista Alessandro Penezzi. Montoni apresentou (de sua casa, no bairro da Mooca) a “Bachiana número 5” (de Heitor Villa Lobos). Ela estava para estrear na ópera Aída, no Teatro Municipal de São Paulo. Seus pais violonistas tocaram “Be-A-Baden”, composição delaem homenagem a Baden Powell.

“Nossa ideia é postar entre um a dois vídeos diariamente nas próximas semanas. “Pretendemos reforçar a importância de todos permanecerem em suas casas o máximo que puderem, transmitindo ao público o lindo trabalho desses artistas e emanando emoções positivas nesse momento difícil”, complementa Camilo Cassoli.


Todos os vídeos são compartilhados nas redes sociais do projeto:

* www.instagram.com/concertoscripta
* www.facebook.com/concertoscripta
* www.youtube.com/concertoscripta

Para sua informação: A série de Concertos Cripta teve início em julho de 2019, com concertos gratuitos semanais em diversos espaços da Catedral da Sé, em São Paulo. Relacionando aspectos históricos do edifício, da cidade e dos povos de São Paulo com repertórios bastante diversos, já apresentou 30 atrações. Dentre elas: Laércio de Freitas, Clara Sverner, Chico Brown, Coro Sinfônico de Goiania, Le Nuove Musiche, Fernandinho BeatBox, Celina Charlier, Coro da Aldeia Amba Verá, Pastoras do Rosário, Alessandro Penezzi, São Paulo Schola Cantorum e Mnemusik. Todos os concertos estão disponíveis para serem assistido na íntegra nos perfis da série no Youtube e Facebook.

Os primeiros 30 concertos da série (entre julho de 2019 e março de 2020) foram realizados dentro do projeto Cem Anos da Cripta da Catedral da Sé, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal e com o patrocínio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp; apoio da Catedral da Sé e da Associação de Amigos da Catedral da Sé; realização do Estúdio Centro; Governo do Estado de São Paulo a partir da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente; Governo Federal, a partir da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania.

Nenhum comentário:

Postar um comentário