Pages

Pepe: informações da Vaza Jato estão sendo privatizadas

O jornalista Pepe Escobar analisa a parceria entre The Intercept e o jornal Folha de São Paulo e alerta para uma suposta privatização das informações que estão sendo divulgadas por Glenn Greenwald, no escândalo da Vaza Jato; "assim como foi com o The Guardian divulgou apenas 2% das revelações do Snowden", compara; assista


Do 247, 26 de junho de 2019


247 - O jornalista Pepe Escobar analisa a parceria entre The Intercept e o jornal Folha de São Paulo e alerta para uma suposta privatização das informações que estão sendo divulgadas por Glenn Greenwald, no escândalo da Vaza Jato. "Assim como foi com o The Guardian divulgou apenas 2% das revelações do Snowden", compara o jornalista, em análise à TV 247.

“Quando ocorreu o vazamento do Snowden, Greenwald fez uma parceria com o The Guardian. O Guardian depois traiu completamente o WikiLeaks, usou o Intercept bastante, se enriqueceu", completa Escobar.

Ele considera que, após o escândalo divulgado pelo The Intercept, Moro está jogado na "lama da opinião pública". “Na semana que estoura a Vaza Jato, esse sujeito vai conversar com os masters dos EUA e ainda tripudia”, condena.

“Todos nós sabemos que ele foi lá tomar instruções, ajustar, tentar acalmar alguns setores que acham que ele está perdendo a narrativa. E mais ainda: ele está assegurando seu futuro, seu paraquedas dourado, caso ele saia do governo”, constata.
Pepe avalia que Moro “é apenas mais um peão em um jogo extremamente complexo”.

O jornalista ainda enfatiza que "o jogo que está sendo jogado em relação a dominação estadunidense no Brasil é muito mais pesado do que as pessoas imaginam."

Ele revela que os grandes detentores do capital mundial não estão nada satisfeitos com a incompetência de Bolsonaro frente à presidência, e que já sinalizam esse sintoma a Donald Trump.

“Eles querem se livrar de Moro e Bolsonaro. Moro é algo mais fácil, pois já não possui mais utilidade, já o Bolsonaro é mais complicado, então eles sub-empregam os militares brasileiros para dar um novo golpe”, conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário