Pages

Forças Armadas da Venezuela se mantêm 'firme' contra tentativa de golpe, diz ministro da Defesa

Do OperaMundi, 30 de abr de 2019

'Todas as unidades militares espalhadas nas oito Regiões de Defesa Integral reportam normalidade em seus quartéis e bases militares', afirmou Padrino Lopez

O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, afirmou nesta terça-feira (30/04) que a Força Armada Nacional Bolivariana se mantém “firme” em defesa da Constituição do país. Ele rechaçou a tentativa de golpe de Estado em curso no país, liderada pelo deputado opositor Juan Guaidó.

Também disse que, nas unidades militares nas oito regiões de Defesa Integral do país, verifica-se “normalidade” nos quartéis e bases militares.

"A FANB se mantém firme em defesa da Constituição Nacional e suas autoridades legítimas. Todas as unidades militares espalhadas nas oito Regiões de Defesa Integral reportam normalidade em seus quartéis e bases militares, sob o comando de seus comandantes naturais", escreveu Padrino López no Twitter.
Por meio da rede social, o ministro repudiou a tentativa de golpe de Estado. "Rechaçamos este movimento golpista que pretende encher o país de violência. Os pseudolíderes políticos que se colocam à frente deste movimento subversivo, utilizaram tropas e policiais com armas de guerra em uma via pública da cidade para criar angústia e terror", publicou.


Vladimir Padrino L.@vladimirpadrino

La FANB se mantiene firme en defensa de la Constitución Nacional y sus autoridades legítimas. Todas las unidades militares desplegadas en las ocho Regiones de Defensa Integral reportan normalidad en sus cuarteles y bases militares, bajo el mando de sus comandantes naturales.
2.911
07:47 - 30 de abr de 2019
Informações e privacidade no Twitter Ads
5.007 pessoas estão falando sobre isso

Nas primeiras horas desta terça, o ministro da Comunicação, Jorge Rodríguez, afirmou que um grupo de militares se reuniu para tentar dar um golpe.

O autoproclamado presidente interino do país, o deputado opositor Juan Guaidó afirmou que teria apoio dos militares para pôr fim ao que chamou de "usurpação" - ou seja, para tentar derrubar o governo de Maduro. Junto com o ex-deputado Leopoldo López, que estava em prisão domiciliar e apareceu, na rua, ao lado de Guaidó, ele convocou seus apoiadores às ruas.

(*) Com AVN

AVN
Padrino Lopez disse que militares condenam tentativa de golpe na Venezuela

Nenhum comentário:

Postar um comentário