Pages

ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMISTAS PELA DEMOCRACIA SERÁ LANÇADA NO DIA 7

Do 247, 30 de Abril, 2019


A Associação dos Economistas pela Democracia (ABED) fará o seu lançamento em nível nacional, no próximo dia 7 de maio, na Câmara; a ABED afirma que suas ações são voltadas para a superação da desigualdade social, para a reversão dos processos de degradação do meio-ambiente e para a estruturação de caminhos alternativos que assegurem a soberania do país

247 - A Associação dos Economistas pela Democracia (ABED) fará o seu lançamento em nível nacional, no próximo dia 7 de maio, às 10h, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados. A entidade vai declarar o compromisso público com a luta pela Democracia, na presença de representantes das lideranças na Câmara e no Senado, de conselhos profissionais e de sindicatos e de entidades civis que também lutam pelos direitos políticos e sociais da população brasileira.

A ABED é uma entidade que congrega economistas e profissionais afins. Afirma que seus integrantes são comprometidos com a promoção da Democracia em todo o Brasil, com a defesa do sistema de proteção social e de direitos do cidadão conquistados na Constituição Federal de 1988 e com a luta pela construção de uma nação inclusiva, solidária, equitativa e soberana.

As ações da ABED baseiam-se numa concepção de desenvolvimento voltado para a superação da profunda desigualdade social brasileira, para a reversão dos processos de degradação do meio-ambiente e para a estruturação de caminhos alternativos que assegurem a soberania do país e abram perspectivas de afirmação do Brasil no cenário internacional. Por isso, contrapõe-se às ideias neoliberais e conservadoras que estão crescendo no Brasil e no mundo.

A ABED está organizada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Amazonas, Pará e no Distrito Federal e em fase de estruturação em outros oito estados. A meta da associação é de alcançar todas as unidades federadas até o final de 2020. A associação ultrapassou fronteiras e já conta com representações nos Estados Unidos e na Europa (França e Portugal), agregando economistas que estudam, trabalham ou moram no exterior, mas querem exercer o importante papel que os economistas possuem no processo de Desenvolvimento e construção do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário