Pages

CHICO BUARQUE, WYLLYS E NOBEL DA PAZ PEDEM AO STF PROIBIÇÃO DAS CELEBRAÇÕES DO GOLPE DE 64

Do 247, 29 de Março, 2019


247 - O cantor Chico Buarque, a atriz Maria Ribeiro, o Nobel Adolfo Peres Esquivel e o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) assinam uma carta pedindo que o Supremo Tribunal Federal proíba a comemoração, nos quartéis, do golpe militar de 1964. A informação foi publicada na coluna de Mônica Bergamo.

"Um governo constitucional não festeja golpe ou tortura", diz o documento, subscrito por cerca de cem nomes.

O presidente Jair Bolsonaro orientou os quartéis a celebrarem no domingo, dia 31 de março, o golpe de 1964. O chefe do Planalto negou ter dado ordem para comemoração.

"Não foi comemorar, foi rememorar, rever o que está errado, o que está certo e usar isso para o bem do Brasil no futuro", disse, após participar de evento no Clube do Exército em Brasília (DF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário