Pages

Mortos pela barragem da Vale chegam a nove. Desaparecidos são 300


Governador Zema afirma que chance de sobreviventes é mínima. MAB solicita auxílio para envio de brigadas para ajudar bombeiros nas buscas por corpos e distribuição de itens de primeira necessidade


Do RBA publicado 26 de Janeiro, 2019


Projeção em prédio no centro de Belo Horizonte protesta contra mineradora Vale, responsável por nova tragédia ambiental em Minas Gerais. Mortos podem chegar às centenas

São Paulo – Até as 9h30 da manhã deste sábado (26), era de nove o número oficial de mortos do desastre ambiental provocado pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale no município de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, aproximadamente 300 pessoas estão desaparecidas e 189 foram resgatadas com vida na região.

Ainda segundo a corporação, de 100 a 150 pessoas estavam na área administrativa da Vale – a maioria delas no refeitório, já que o rompimento ocorreu no início da tarde, quando a maioria dos trabalhadores almoçava; outras 30 pessoas estavam na região da Vila Vértico, zona rural da cidade; aproximadamente 35 estavam numa pousada a algumas centenas de metros da barragem e, ainda, de 100 a 140 estavam na região do Parque das Cachoeiras.

Ainda na noite de sexta (25), dia da tragédia, o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), afirmou que as chances de que os desaparecidos sejam encontrados com vida são mínimas: "Vamos resgatar somente corpos", afirmou.

O Instituto Inhotim, um dos maiores centros de arte ao ar livre da América Latina e que fica em Brumadinho, foi esvaziado por medida de segurança e permanecerá fechado no fim de semana.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) divulgou pedido de apoio financeiro para viabilizar o envio de brigadas para a região atingida, onde atuarão no auxílio ao resgate das vítimas, apoio psicológico e social e organização de busca e distribuição de bens de primeira necessidade.

Contribuições podem ser depositadas na conta bancária:

Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social - AEDAS
Banco do Brasil
Ag: 1228-9
CC: 61472-6

Nenhum comentário:

Postar um comentário