Pages

BOULOS CRITICA REJEIÇÃO DE DENÚNCIA CONTRA BOLSONARO: CRIME É SER NEGRO E MORADOR DE RUA

"Lamentável! STF rejeita denúncia de racismo contra Bolsonaro. No Brasil, dizer que 'quilombolas não servem nem para procriar' não é crime. Crime é ser morador de rua, negro e carregar uma garrafa de Pinho Sol", disse o presidenciável do Psol


Do 247, 12 de Setembro, 2018


247 - O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal de rejeitar a denúncia de racismo contra o candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro.

"Lamentável! STF rejeita denúncia de racismo contra Bolsonaro. No Brasil, dizer que 'quilombolas não servem nem para procriar' não é crime. Crime é ser morador de rua, negro e carregar uma garrafa de Pinho Sol", disse Boulos no Twitter.

O julgamento, suspenso há duas semanas, estava empatado em 2 a 2 e coube ao ministro Alexandre Moraes dar o voto de desempate. Já tinham votado a favor de rejeitar a denúncia o relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, e Luiz Fux. Para receber a denúncia e transformar Bolsonaro em réu votaram os ministros Roberto Barroso e Rosa Weber.

A denúncia contra Bolsonaro -líder nas pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto- foi oferecida pela PGR em abril e se refere a uma palestra que o candidato deu no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, no ano passado. Na ocasião, na avaliação da PGR, Bolsonaro fez um discurso de incitação a ódio e preconceito direcionado a diversos grupos, como culpar indígenas pela não construção de hidrelétricas em Roraima.

Em seu voto de minerva, Moraes entendeu que, por mais “grosseiras”, “vulgares” e que denotam desconhecimento do assunto, as declarações de Bolsonaro não chegaram a extrapolar as garantias da imunidade parlamentar que ele possui.

*Com informações da Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário