Pages

UFSC promove aula pública sobre Estado de Exceção no Brasil

Do GGN, 25 de Novembro, 2017




Jornal GGN - A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realiza no dia 27/11 uma aula pública sobre "Resistência ao abuso de poder e ao fascismo: em defesa dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e da Autonomia Universitária".

O evento ocorrerá no Teatro Garapuvu, às 14h, com a participação do senador Roberto Requião, autor do projeto de Lei Cancellier contra o Abuso de Autoridade, do jurista e deputado Patrus Ananias, do procurador de Estado João dos Passos Martins, do padre Vilson Groh e da advogada Rosângela de Souza, representante do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça.

Veja, abaixo, a nota completa sobre o evento.

Movimento nacional se levanta contra Estado de Exceção na UFSC e no Brasil

A prisão ilegal do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que levou a sua humilhação, linchamento moral, banimento da instituição e consequente suicídio, não é um fato isolado na Universidade Federal de Santa Catarina. Em todo o país, forças democráticas de inúmeros partidos e correntes se levantam com vigor contra a instauração de um Estado policialesco que se afirma pelos excessos do poder, a violação da autonomia universitária e dos preceitos do direito constitucional, ambos pisoteados pela Polícia e pela Justiça Federal no caso do reitor.

Como palco dessa tragédia que horroriza o país e ainda não conheceu a menor sombra de justiça, a UFSC realiza no dia 27/11, a Aula Pública: "Resistência ao abuso de poder e ao fascismo: em defesa dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e da Autonomia Universitária". Por iniciativa do Coletivo Floripa contra o Estado da Exceção, com aclamação unânime do Conselho Universitário, o evento ocorrerá no Teatro Garapuvu, às 14 horas de segunda-feira, com a participação do senador da República Roberto Requião, autor do projeto de Lei Cancellier contra o Abuso de Autoridade; o jurista e deputado Patrus Ananias, ex-ministro do Desenvolvimento Agrário; o procurador de Estado João dos Passos Martins; o padre Vilson Groh, da União Arquidiocesana das Comunidades Eclesiais de Base e a advogada Rosângela de Souza, representante do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça.

O Coletivo Floripa Contra o Estado de Exceção conclama todos os cidadãos que defendem a verdade e a justiça a divulgarem esse evento que se projeta como um marco nacional na defesa do Estado Democrático e de Direito. Toda a comunidade mais ampla está convidada a participar para compreender, opinar e debater o significado dos episódios de abuso de poder que levaram à prisão ilegal de seis integrantes da UFSC no dia 14 de setembro, culminando com a perda trágica do reitor.

Sem nunca ter sofrido um simples processo administrativo, o reitor e professor de Ciências Jurídicas foi encarcerado no Presídio de Florianópolis sem a constituição de denúncia, nem direito à defesa ou presunção de inocência, algemado nas mãos e acorrentado nos pés, humilhado nu em frente a outros presos, submetido a exames vexatórios e injustificáveis. Alvo de uma acusação infundada de um desafeto político da Corregedoria da UFSC, agasalhada sem a devida verificação pela Polícia e pela Justiça Federal, foi impedido de entrar na universidade onde se graduou, se fez mestre, doutor, diretor de centro e finalmente reitor eleito em sufrágio universal.

Que o suicídio político do professor Cancellier sirva para insurgir o Brasil contra a afirmação de um estado que desrespeita os direitos humanos e tende ainda a vitimar muitos outros inocentes. A comunidade universitária não faltará ao clamor da justiça e da dignidade!

Senador Roberto Requião e Patrus Ananias estarão em Florianópolis no mesmo dia 27, junto com os deputados Pedro Uczai, Celso Pansera e Décio Lima para o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletrosul. O ato que se insurge contra a privatização e entrega do setor estratégico de energia, ocorrerá às 9 horas no auditório Deputada Antonieta de Barros, na Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina. Participam parlamentares federais, estaduais e municipais, Frente Brasil Popular, Intersul, Intercel e outras entidades que defendem a soberania nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário