Pages

Elite brasileira residente em Portugal faz surgir novos negócios

A recente onda de brasileiros que se instalou no país europeu é uma elite exigente, com poder aquisitivo elevado e que está gerando novos negócios

Guido Radig

Da Carta Capital, 24 de Outubro, 2017
por Radio France Internationale,  
Luciana Quaresma, de Lisboa


Turistas em Lisboa: Portugal virou local atrativo para a elite brasileira

Foi por conta da demanda de uma elite com dinheiro e socialmente bem posicionada que Alice Autran Garcia, da Athena Advisers, uma empresa de curadoria em investimentos, deixou o escritório do Rio de Janeiro há menos de um ano para atender clientes em Lisboa, onde a crescente procura de brasileiros por imóveis continua uma tendência forte.

"O valor médio que as pessoas gastam em imóveis aumentou 15% em um ano. A gente tem tido muita demanda de famílias que estão vindo com filhos pequenos como também de pessoas que querem vir e empreender", conta Alice Garcia.

A decisão de investir em imóveis em Portugal está diretamente relacionada com a autorização de residência para atividade de investimento, o chamado "visto gold". O programa foi lançado em 2012 e concede a estrangeiros que investem no país uma autorização de residência. Passados seis anos, o beneficiário pode pedir a nacionalidade se tiver interesse.

A Athena Advisers oferece assessoria jurídica, fiscal e financeira nas operações de compra e venda de imóveis. "Acabamos por abrir uma nova divisão, porque percebemos uma demanda para isso, que funciona como uma administradora, uma agência de aluguel de temporada também focada nestes clientes”, explica Alice Garcia.

Assessoria financeira, moda e serviços

O casal Cristine e Jean Silvestre, residente em Lisboa desde 2015, criou a Giro em Portugal. A empresa nasceu com a filosofia de oferecer soluções de gestão e proteção patrimonial para os investidores brasileiros mais exigentes, que buscam excelência no atendimento e nos resultados.


Alice Garcia é diretora da Athena Advisers (Foto: Divulgação)

Jean Silvestre propõe a seus clientes uma estratégia baseada em três pilares: investir nos mercados financeiros utilizando Portugal como plataforma de investimento global, diversificando assim os riscos geopolíticos e cambiais; comprar ou vender imóveis alinhados às melhores práticas da inteligência imobiliária da União Europeia, inclusive com a obtenção do "visto gold"; e blindagem patrimonial, que é estruturada em Luxemburgo, com garantias extremas de privacidade, sigilo e segurança”, explica Jean.

A produtora de moda e estilista Andreza Fazio, fundadora da marca The Fashion Hunters, vive em Portugal há seis anos. Ela também sentiu o impacto desta elite vinda do Brasil. Para dar conta dos novos clientes, precisou focar em serviços que até então não eram muito procurados.

"Essa nova leva de brasileiros que está vindo para Portugal não só exige como também paga e isso muda tudo. Penso que todos os serviços vão ser atingidos por esse novo grau de exigência dos brasileiros. Na minha área, desde 2016, eu comecei a perceber uma procura muito maior pela consultoria de moda, personal styling, não só por pessoas mas também por empresas que estão entrando no mercado europeu. Vi um grande potencial nesta área. O brasileiro é um cliente vaidoso e valoriza este tipo de serviço”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário