Pages

Oración del remanso, uma das mais belas canções do continente



Do GGN, 21 de Agosto, 2017
Por Luis Nassif




Ouvi pela primeira “Oracion del remanso” aqui em casa, em um sarau, pelo duo Renato Braz e Thamires Tannous. Inesquecível! Uma das mais belas canções já compostas no continente.

É de Jorge Fandermole, que nasceu em Pubelo Andino em 1956, mas que se mudou para a cidade que meu pai nasceu, Rosário, um santuário da melhor música argentina, terra de Ariel Ramires, Gustavino e tantos outros craques.

Aqui, uma seleção de gravações da música. Mas, adianto: nenhuma chega aos pés de Renato Braz. Donde concluo que não é apenas o maior cantor brasileiro, mas latino-americano. A capacidade de Renato de assimilar o estilo de canto de qualquer gênero, e de cantar uma típica canção argentina melhor do que os vizinhos, é espantosa.


E aqui, com Renato

Letra

Soy de la orilla brava del agua turbia y la correntada

que baja hermosa por su barrosa profundidad;
soy un paisano serio, soy gente del remanso Valerio
que es donde el cielo remonta el vuelo en el Paraná.

Tengo el color del río y su misma voz en mi canto sigo,
el agua mansa y su suave danza en el corazón;
pero a veces oscura va turbulenta en la ciega hondura
y se hace brillo en este cuchillo de pescador.

Cristo de las redes, no nos abandones
y en los espineles déjanos tus dones.

No pienses que nos perdiste, es que la pobreza nos pone tristes,
la sangre tensa y uno no piensa más que en morir;
agua del río viejo llevate pronto este canto lejos
que está aclarando y vamos pescando para vivir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário