Pages

Professores da Argentina param por 24 horas após violência policial durante protesto em Buenos Aires

















Os professores da província de Buenos Aires, que não inclui a capital, já estão paralisados há meses por conta do impasse na negociação salarial

Da página Caros Amigos, terça-feira, 11 de abril, 2017
Do Opera Mundi

A polícia da Argentina encerrou no domingo (9) uma manifestação de professores que acontecia na frente do Congresso, em Buenos Aires, em uma ação que terminou com vários detidos e gerou fortes críticas pela suposta violência aplicada. Em decorrência da violência policial, os professores decidiram que farão uma paralisação de 24 horas nesta terça-feira (11/4).

Pouco depois do meio-dia, um grupo de professores tentou instalar uma tenda branca na praça onde está localizado o Parlamento argentino – uma “escola pública itinerante”. Segundo o vice-prefeito da cidade, Diego Santilli, isso foi feito “sem a permissão formal” do governo, o que levou à remoção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário